Quinta, Setembro 21, 2017
A- A A+

Uma igreja sem propósitos

Os Mesmos Vícios, Dois Mil Anos Depois!

Nos últimos anos, cristãos de todo o mundo têm sido incentivados a pensar sobre novos conceitos de comunidade de fé:

A igreja com propósitos, que tem em Rick Warren seu mais notável apologista; Christian Schwarz, idealizador do princípio conhecido como Desenvolvimento natural da igreja”; e muitos outros.

É notável a contribuição destes e de outros líderes na discussão da missão e da prática da Igreja, procurando discernir a razão de sua existência e cobrando mais objetividade e compromisso.

Uma igreja sem propósitos segue uma direção diferente – não no sentido da crítica ou do questionamento, mas de mostrar o outro lado da moeda.

Quatro pensadores reconhecidos por seu conhecimento teológico profundo e pelo senso crítico aguçado, encabeçados por Jorge Henrique Barro, se dispõem a analisar, sem negligenciar a experiência espiritual, as mazelas da Igreja Evangélica Brasileira Contemporânea.

Para esta tarefa, eles se reportam às sete igrejas do livro de Apocalipse, apontando as práticas bíblicas inapropriadas de cinco dessas igrejas, que levaram o própria Deus a denunciar suas fragilidades.

As palavras duras do Criador continuam pertinentes e fundamentais para a avaliação das práticas das igrejas de hoje. Sevem como alerta para identificar o que desagrada o Senhor e desnudar todo o tipo de motivação impura na ação ministerial. Polêmico, desafiador e atual: assim é Uma igreja sem propósitos. “Quem tem ouvidos, ouça!”

“Os paradigmas do cristianismo ocidental sofreram tantas mudanças, nos últimos cinqüenta anos, que a sensação que se tem não é de um tornado, mas de um furacão, daqueles que arrasam uma ilha, soprando sobre as instituições cristãs.

As lideranças procuram respostas, e os cristão, muitas vezes perdidos, correm de um lado para outro, tangidos por novos modismos doutrinários (...) Este livro talvez levante mais questionamentos que ofereça respostas. Todos somos filhos de nosso tempo, e nem sempre conseguimos romper com todas amarras sociais, ideológicas ou dogmáticas.

Mas Uma igreja sem propósitos municiará a próxima geração com amplo material para consolidar o que nós só ousamos sonhar.

Por Ricardo Gondim

*** Infelizmente este livro está ESGOTADO. Estamos preparando uma nova edição